FÉ – ATÉ QUE ELE VENHA

FÉ – ATÉ QUE ELE VENHA post thumbnail image

Nesses dias podemos observar o uso da palavra por muita gente, mas qual é a fé que dizemos que temos? Essa fé está descrita nos textos bíblicos? Na grande maioria das vezes somos encorajados com palavras do tipo: tenha fé; Use a fé para ganhar; A tribulação vai passar tenha fé; tenha fé que esse problema financeiro vai se resolver, etc.  

Nestes casos eu gosto de fazer o paralelo entre crença e fé.

A crença por definição é um estado mental de quem acredita em algo, na crença não há uma exigência de comprometimento, você pode acreditar em algo ou em alguém apenas por uma necessidade momentânea, logo pessoas que buscam a Deus somente em dias maus para que Deus resolva seus problemas na verdade só estão baseados em uma crença e não em uma fé.

Quero chamar a sua atenção e dizer que a fé não serve apenas para receber milagres, a fé não é como uma palavra mágica para nos tirar de um sufoco que entramos e não conseguimos sair.

Em Hebreus 11 diz assim:
“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.”

Neste texto a fé é descrita como um fundamento das coisas que se esperam, a pergunta é…
O que esperamos? No que está depositada nossa esperança?
Alguém podem dizer que sua esperança está depositada no dia em que terá mais posses ou no dia em que se casar ou quando trocar de carro ou de casa, tudo isso é ótimo, mas não é o tipo de esperança que o texto de Hebreus 11 está falando.

Observe os textos abaixo.

“E eu, João, vi a santa Cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa ataviada para o seu marido.
E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus.“  Apocalipse 21:2-3

“Assim diz o Senhor: Voltarei para Sião, e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade da verdade, e o monte do Senhor dos Exércitos, o monte santo.”
Zacarias 8:3

“E o Senhor será rei sobre toda a terra; naquele dia um será o Senhor, e um será o seu nome.“  Zacarias 14:9

Eu acredito que a fé descrita pelo autor de Hebreus está mais relacionada com a manifestação do nosso Senhor Yeshua como rei sobre toda a terra do que com as preocupações deste mundo, a fé que aponta para o dia em que todo olho o verá, todo o joelho se dobrará, que toda a língua confessará quem Cristo é.

Nossa esperança está  no dia em que não haverá mais pranto e nem dor porque todas as coisas passarão e tudo se fará novo.

Existe um texto em que Paulo descreve Tito como filho e que este partilha de uma fé comum.
Esta fé comum não se trata de qualquer fé ou de um tipo inferior de fé.
Em Tito capitulo 1 versículo 3 Paulo descreve que por Tito ser seu “filho” a fé que Tito tinha era a mesma fé dele.

Paulo mesmo descreveu sobre o tipo de fé que ele tinha e ensinava.

“Por causa da esperança que vos está reservada nos céus, da qual já antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho.” Colossenses 1:5

“Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória.”  Colossenses 3:4

A fé que Paulo tinha estava ligada com o dia da manifestação do Filho, era essa fé comum que ele está mencionando na carta a Tito.
Por essa fé é que ele não desfalecia mesmo em meio a tribulação, dor ou perseguição.
Essa fé  gera em nós peso de responsabilidade de nos voltarmos ao Senhor porém não apenas como consumidores mas como homens e mulheres que estão aguardando por coisas mais altas do  que apenas resolução das necessidades passageiras.

Abraão o pai da fé foi desafiado a crer em uma terra e a palavra parecia ser dura:
– Sai da tua terra e meio dos teus parentes porque vou te levar a uma terra que te mostrarei.

“O qual, em esperança, creu contra a esperança, tanto que ele tornou-se pai de muitas nações, conforme o que lhe fora dito: Assim será a tua descendência.”
Romanos 4:18

Abraão não saiu da sua casa por uma necessidade, na verdade ele saiu porque foi desafiado a crer em uma palavra, a crer em uma descendência numerosa mesmo Sara sendo estéreo, ele creu na palavra. Abraão estava saindo do conforto do seu lar, estava indo para uma terra que não conhecia. Tinha tudo para ficar onde estava, mas ele creu contra a esperança.
Isso me faz pensar que ele poderia até não saber para onde estava indo, mas com certeza ele sabia o que lhe aguardava.


Abraão morreu aguardando a promessa de uma cidade da qual o fundador e arquiteto é o próprio Deus.

“Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Porque esperava a cidade que tem fundamentos, da qual o artífice e construtor é Deus.” Hebreus 11:9,10

Esse tipo de fé é maior do que a dor, do que o choro, do que os dias ruins, do que a angústia.
Peço ao Senhor para que possamos crescer em nossa fé entendo que amamos mais o dia da vinda do Senhor que o sistema do presente século.  Não seremos pedintes, seremos Huios preparando um lugar até que Ele venha.

nos siga
error0
Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial